Tirar a roupa não é a pior. Estas são as 8 punições mais terríveis já praticadas nas salas de aula do Japão

10Shares

O Japão é um dos países com os maiores avanços tecnológicos na região asiática, mas não apenas tecnológicos, já que os japoneses são conhecidos por terem costumes rigorosos e um nível cultural muito amplo que poucos países poderiam superar. Mas para alcançar o seu nível envolve treinamentos extremos que poucos poderiam suportar.

Enquanto muitas pessoas gostariam de ser asiáticas, poucos de nós, os ocidentais, poderiam suportar as duras punições que os jovens japoneses enfrentam.

Aqui está uma lista das 7 piores punições do país do sol nascente.

1. Pela escada

Em 2014, houve um caso de um professor que levou seu castigo ao extremo, além de quase enforcar a um estudante, ele o empurrou pela escada, o que causou graves danos aos ligamentos de uma das pernas.

2. Cheirar axilas

Este é possivelmente o único castigo não doloroso mas muito desagradável, basicamente ele consiste em que os alunos cheirem as axilas suadas de outros colegas de classe.

3. Posição seiza

Este castigo consiste em que os alunos fiquem sentados em posição seiza (como vemos na imagem) enquanto o professor os bate na cabeça.

4. Apertão na cabeça

Parece irreal, mas alguns professores para punir seus alunos usam ambas as mãos para apertar a cabeça e causar uma dor insuportável.

5. ”O professor não gosta de mim”

Alguns professores, além de ensinar com palavras, também ensinam “pela força”, por qualquer erro eles podem bater nas crianças para que elas aprendam.

6. Extintor

No ano de 2013, houve um caso em que um professor para punir um estudante o gritou e o bofeteou e depois o bateu com um extintor de incêndio, que causou um sério ferimento em sua cabeça.



7. ”Pauladas”

O tambor japonês chamado “Taiko”, que, para toca-lo, usa-se uma espécie de bastão bastante grosso. Não é incomum que os professores usem esses bastões para punir seus alunos, causando facilmente contusões.

8. Calcinhas pra baixo

Esta foi a punição de uma escola secundária. Embora não saibamos o motivo pelo qual ao parecer um curso inteiro foi punido, acreditamos que deve ter sido algo bem grave.

Bom, devemos concordar que a cultura japonesa é bem diferente da nossa. Você conhece alguém que já estudou no Japão ou que mora lá? Nos conte nos comentários e se gostou deste artigo compartilhe com todos os seus amigos.

Receba tudo em primeira mão! Seja assinante gratuito do nosso blog.

[email-subscribers namefield=”YES” desc=”” group=”Public”]

10Shares

Podcaster, vlogueiro, blogueiro, professor, primata, biólogo que ama teres e não vive sem a morena.