fbpx

Mulher denuncia homem escrevendo “em língua estranha” no avião e economista que fazia equações diferenciais termina interrogado

Guido Menzio, um economista respeitado em seu meio, com prêmios, inclusive, estava aguardando o avião decolar. Seria um curto voo, 41 minutos, pra ser mais exato. Aproveitou ele pra focar em algumas equações diferenciais que queria resolver.

Não são cálculos simples. Pra quem já viu derivadas, viu também que é difícil. Pois bem, na equação diferencial, a incógnita é uma função que aparece sob a forma das respectivas derivadas. É um outro nível, e dá pra passar um bom tempo resolvendo uma dessas equações.

Ouça nosso Podcast

#63: Somos todos Coringa?.

Link da Playlist: EDIÇÕES PASSADAS.

Ao seu lado se sentava uma mulher nos seus 30 anos, loira, como Guido a descreveu. Ele se lembra de que ela usava chinelos e tinha uma bolsa vermelha. Ela notou que o homem estava compenetrado em algo que escrevia, e curiosa, deu uma olhada no bloco de notas. Ela se assustou. Parecia uma espécie de código, ou de língua estrangeira, algo indecifrável.

Ela tentou puxar assunto pra ver qual era a do cara, mas ele respondia seco. Ele parecia focado. Muito focado. Porém, ela notou que ele tinha um forte sotaque (Guido é italiano). Preocupada, a mulher se levanta e discretamente entrega um bilhete pra aeromoça.

O avião estava demorando mais do que o normal pra decolar. Muito mais. De repente, uma aeromoça se aproxima da mulher que se sentava ao lado de Guido, e pergunta pra ela: “você tem certeza de que não está muito doente pra voar?”. Não percebendo a dica de que era pra ela sair dali, diz: “sim, estou bem”.

A aeromoça se retira. Depois, aparecem agentes, e escoltam a mulher pra fora do avião. Depois, chamam Guido. Guido é levado pra uma salinha e interrogado por um agente, que ele não sabe dizer de onde era, se era da CIA, do FBI, ou de qualquer outro lugar. Foi perguntado sobre o que sabia sobre a mulher sentada ao seu lado. Depois foi perguntado sobre o código que escrevia. Agora o agente abriu o jogo: ele era suspeito de terrorismo.

Guido riu, e percebeu o que estava acontecendo. Mostrou ao agente as equações diferenciadas, bem como, revelando a sua identidade, foi fácil descobrir que era um economista renomado. O agente, envergonhado, permite que Guido volte ao voo. Com o piloto envergonhado, e a aeromoça envergonhada, o avião decola com duas horas de atraso. A mulher que fez a denuncia não embarcou.

Fonte: Ovelhas Voadoras

kauzz

kauzz

Podcaster, bloqueiro, vlogueiro, youtuber. memezeiro, social média e fundador do site Macaco Urbano. Interessado em curiosidades, sobrenatural, política e teres na madrugada ao lado da morena.