fbpx

Molde permite acabar com orelhas de abano nos primeiros dias de vida

De Alan Rios, do Correio Braziliense

Às vezes, um aspecto estético pode trazer muito sofrimento, tanto para conviver com ele quanto para mudá-lo. É o caso das deformidades nas orelhas, responsáveis por bullying, apelidos cruéis e baixa autoestima, além de cortes e cuidados cirúrgicos para quem opta pela correção. Mas um produto recém-registrado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) promete acabar com esse estresse.

EarWell é o nome da novidade que se popularizou em consultórios médicos da Europa e dos Estados Unidos e que, agora, chega ao Brasil. O médico Krishnamurti Sarmento, titular da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia, explica: “É um produto para moldar a orelha de quem nasce com alguma deformidade. É usado no primeiro mês de vida da criança, quando a orelha dela ainda está mole”.

Esse novo tratamento aproveita a fase de desenvolvimento do bebê, quando ainda circulam no corpo dele os hormônios maternos, o que deixa a orelha mais mole e permite que ela seja moldada. Mas os pais não precisam se preocupar com o incômodo dos filhos, pois o EarWell não provoca dores e dificilmente deixa os pequenos angustiados. “A gente passa um álcool ao redor da orelha da criança para aplicar o molde, e ela costuma reclamar muito mais desse líquido gelado do que do produto em si”, conta Krishnamurti.

O único porém do novo tratamento aparece quando os pais já não conseguem mais realizá-lo, pois ele deve ser aplicado nas primeiras semanas do bebê, como relata o especialista. “É muito comum chegarem crianças de 2 ou 4 meses, porque os pais não tiveram tempo de vir próximo ao nascimento. Mas já não dá mais, porque se perdeu a janela dos primeiros dias de vida. Aí só com cirurgia, anestesia e corte, depois dos sete anos de vida.”

Ouça nosso Podcast

#63: Somos todos Coringa?.

Link da Playlist: EDIÇÕES PASSADAS.

De acordo com o Dr. João Daniel Caliman e Gurgel, doutor em medicina (Otorrinolaringologia) pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, existem alguns tipos de deformidades que devem ser alerta:
– Alterações de formato
– Mudanças de posição, como orelhas em abano
– Orelhas parecendo amassadas
– Orelhas com dobras diferentes do normal
Importante: Em caso de malformações, quando partes da orelhas estão faltando, o tratamento com EarWell não é indicado.

Fonte: Curiosamente

kauzz

kauzz

Podcaster, bloqueiro, vlogueiro, youtuber. memezeiro, social média e fundador do site Macaco Urbano. Interessado em curiosidades, sobrenatural, política e teres na madrugada ao lado da morena.