fbpx

Maju: a 1ª mulher negra a ocupar a bancada do JN. Glória Maria era loira dos olhos azuis…

Depois de ouvir que a Maju é a primeira mulher negra a ocupar a bancada do Jornal Nacional, descobri, então, que a Glória Maria é uma sueca loira dos olhos azuis.

Eu até entendo as novas gerações, criadas totalmente dentro da “guerra de classes” dos anos petistas, caírem nessas conversinhas idiotas. Mas ver pessoa com mais de 30 anos reproduzindo o discurso, só pode ser esclerose.

Cresci vendo uma negra como âncora do Fantástico. Cresci vendo um nordestino, um negro, um “galã de periferia” e um “caipirinha” formando o maior grupo de humor da televisão. Cresci vendo um travesti participando de todos os programas para a família brasileira. Cresci vendo um negro gay sendo um dos maiores comediantes nacionais. Cresci vendo um transexual sendo considerado uma referência de beleza e, inclusive, estampando a capa de uma das principais revistas masculinas do país. Cresci vendo um gay, rebolando em roupas nem um pouco ortodoxas, sendo um dos maiores nomes da música brasileira.

Hoje, a esquerda “luta” contra os monstros que ela mesma criou e combate os rótulos que ela mesma colocou.

Há algumas décadas, o que contava não era a cor da pele ou a conduta entre quatro paredes. Isso é algo MUITO PEQUENO para definir uma pessoa. O importante era o TALENTO.

Bons tempos da meritocracia.

Meritgocracia

PS.: Sim, eu sei. A Glória Maria nunca foi a âncora oficial do JN, mas chegou a apresentá-lo por algumas edições. Na bancada permanente, teve a Zileide Silva (essa, sim, a primeira mulher negra a ser âncora permanente do noticiário).

(Texto de Felipe Fiamenghi)

Publicado no perfil do auto no Facebook

Fonte: Jornal Cidade Online

kauzz

kauzz

Podcaster, bloqueiro, vlogueiro, youtuber. memezeiro, social média e fundador do site Macaco Urbano. Interessado em curiosidades, sobrenatural, política e teres na madrugada ao lado da morena.