Engenheiros criam tijolos feitos de fezes humanas

15Shares

A primeira etapa do tratamento do esgoto envolve retirar os resíduos sólidos por meio de barreiras, mas o que fazer com esse resíduo depois? No Brasil ele vai para aterros sanitários, e representa um alto custo, de até 50% do gasto das estações de tratamento de esgoto.

Por isso, pesquisadores tentam encontrar alternativas melhores para o esgoto, com objetivo de economizar e não sobrecarregar os aterros sanitários.

O material arenoso tem um conteúdo orgânico rico em nutrientes que é benéfico para a agricultura. No entanto, também serve para fazer ótimos tijolos, de acordo com Abbas Mohajerani, engenheiro civil do Instituto Real de Tecnologia da Universidade de Melbourne, na Austrália.

“Tijolos feitos com esse material têm a mesma aparência de argila cozida, têm o mesmo cheiro e têm propriedades semelhantes”, explicou.

Mohajerani acredita que a reciclagem do acúmulo de resíduos de biossólidos e sua conversão em tijolos poderiam economizar espaço e energia, bem como reduzir as emissões de carbono, desde que isso seja feito localmente.

Em todo o mundo, os humanos produzem grandes quantidades de biossólidos. Em um único dia, apenas a cidade de Nova York gera aproximadamente 1.200 toneladas. A quantidade de biossólidos aumenta à medida que as populações crescem em todo o planeta.

Normalmente os tijolos são feitos de uma mistura de argila ou concreto. De acordo com os pesquisadores, o 1,5 trilhão de tijolos produzidos no mundo e precisam de 3,13 bilhões de metros cúbicos de argila. Isso equivale a mil campos de futebol escavados a uma profundidade de 440 m.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Fonte: Engenhariae

15Shares

Avatar

Podcaster, vlogueiro, blogueiro, professor, primata, biólogo que ama teres e não vive sem a morena.