Conheça A “Bitch-Coin”, A Criptomoeda Aceita Por Profissionais Do Séquiço de Sinopolândia

7Shares

Após as criptos-moedas chamarem atenção de investidores no mundo todo, sobretudo com a grande valorização do Bitcoin, novas criptos-moedas têm sido lançadas no mercado.

Algumas delas, desde o lançamento, já anunciam um grande sucesso, dado o probabilíssimo retorno financeiro, como é o caso do “Bitcoin venezuelano”, lançado por Nicólas Maduro recentemente.



Não menos credibilidade foi dada pelo mercado financeiro à criptomoeda chamada de “Bitch-coin”, que será aceita por profissionais do séquiço em quase todos os puteiros do mundo.

idealizada por Tia Janalice, que é dona de um dos mais tradicionais puteiros localizado na periferia de Sinopolândia.

Tia Janalice declarou à nossa reportagem do Macaco Urbano que a intenção principal de lançar a criptomoeda é facilitar o turismo sexual – que já foi um dos grandes fatores de desenvolvimento de sua cidade – facilitando que as meretrizes tenham mais uma opção de como receber dinheiro de seus clientes.

“Tinha muito gringo que vinha aqui antigamente e queria pagar em dólar. Daí quando a menina não sabia fazer a conversão para saber quanto o cliente devia pagar, acabava fazendo fiado e a gente terminava perdendo o cliente, que nunca mais voltava”, afirma a cafetina.

Ela revela que manterá no cardápio o valor dos serviços em real, mas que em breve serão informados aos clientes os preços em ambas moedas.

Receba tudo em primeira mão! Seja assinante gratuito do nosso blog.

[email-subscribers namefield=”YES” desc=”” group=”Public”]

7Shares

Podcaster, vlogueiro, blogueiro, professor, primata, biólogo que ama teres e não vive sem a morena.