Como uma série de TV criou uma geração de egoístas e neuróticos

5Shares

“A série é sobre seis pessoas de vinte e poucos anos que frequentam um café. Um café que funciona 24 horas. Ela é sobre sexo, amor, relacionamento, carreiras… Sobre uma época na vida em que tudo é possível, o que é muito emocionante e assustador. É sobre a busca por amor, compromisso e segurança… E o medo do amor, do compromisso e da segurança. E também é sobre amizade, porque quando você é jovem e solteiro na cidade grande, seus amigos são sua família.”

“A série é sobre seis pessoas de vinte e poucos anos que frequentam um café. Um café que funciona 24 horas. Ela é sobre sexo, amor, relacionamento, carreiras… Sobre uma época na vida em que tudo é possível, o que é muito emocionante e assustador. É sobre a busca por amor, compromisso e segurança… E o medo do amor, do compromisso e da segurança. E também é sobre amizade, porque quando você é jovem e solteiro na cidade grande, seus amigos são sua família.”



Eles quase nunca iam a baladas, eles nunca falaram sobre os filmes do Tarantino, sobre rap ou sobre a Björk. Até nossos pais faziam isso. Em vez disso, a Phoebe fica empolgada para conhecer o Sting. Por quê? É difícil saber se o programa foi simplesmente mal escrito ou se isso foi um esforço consciente para fazer os personagens o mais em cima do muro possível.

Sobre onde moravam

A história era que a Monica tinha herdado o apartamento, o que não explica por que ela não repartiu o dinheiro com o Ross. Se fosse para explicar realmente a história, o Joey podia estar vivendo de benefícios sociais. E mesmo assim, como eles bancavam essa vida? Não bancavam, isso é só um monte de besteira aspiracional sem base na vida real.

Isso na vida real nunca daria certo kkk

Homens patéticos, mulheres vadias

Friends não mostrava a vida sexual dos personagens sob um ponto de vista muito atraente. O Ross e o Chandler eram quase celibatários, frustrados e sem vontade, e o Joey parecia acreditar que interpretar era o único jeito de levar uma mulher para a cama. Por outro lado, o mimimi interminável de Rachel, Monica e Phoebe sobre os respectivos méritos da masculinidade daquele cara e das cantadas daquele outro, parecem querer compor a ideia de que namorar é algo muito distante de um processo natural. Por que ser tão neurótico? Friends foi a série que transformou transar em burocracia.

O programa deu à luz aos babacas de café

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL DO YOUTUBE

Piadas sobre pessoas bebendo cafés com nomes engraçados ficaram mais chatas do que as pessoas que elas visam, e Friends é responsável por esses dois males sociais. Claro: quando o programa começou, os cafés tinham uma aura sofisticada e glamourosa. Diferentes de bares e lanchonetes, eles são lugares tanto para o trabalho como para lazer, um lugar onde você pode conversar com seus amigos sem as interrupções de tiozões gritando com a TV. Agora que você pode conseguir um expresso decente no aeroporto ou no McDonald’s, os cafés perderam o exotismo.

Para ler na íntegra acesse: Vice.com

ASSINE NOSSO PODCAST

Assinar

Macaco Urbano

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo

SEJA UM MEMBRO DO FÓRUM DO MACACO URBANO

[bbp-register]

5Shares

Avatar

Podcaster, vlogueiro, blogueiro, professor, primata, biólogo que ama teres e não vive sem a morena.