fbpx

A fábrica de craques virou ponto de crack

O projeto idealizado para combater a delinquência juvenil com esporte, em Sinop, fracassou miseravelmente. O Centro de Iniciação Esportiva erguido na periferia do município não chegou nem perto de ser concluído, está há mais de um ano com as obras paradas e se tornou um local para consumo de drogas – algo diametralmente oposto do propósito original.

Os Centros de Iniciação Esportiva foram apresentados pelo Ministério dos Esportes, no ano de 2014, como o “maior legado de infraestrutura esportiva dos Jogos Olímpicos Rio 2016”. O programa previa a construção de 218 Centros de Iniciação esportiva em 208 cidades brasileiras. Sinop era uma dessas cidades.

O convênio para construção do Centro de Iniciação ao Esporte em Sinop foi firmado em junho de 2014 – dois anos antes das Olímpiadas do Rio. Em uma corrida lenta, a ordem de serviço, para execução da obra foi dada somente em dezembro de 2016. O complexo deveria estar pronto até dezembro de 2017. O que não ocorreu.

Em outubro de 2017, depois de solicitar aditivos no contrato, a empresa contratada pediu a paralisação da execução. Em janeiro de 2018 a prefeitura publicou uma dilatação no contrato, estendendo o prazo de execução para agosto de 2018 e a vigência do contrato até 2020. “Foi uma forma que encontramos para não perder o recurso federal”, explicou a prefeita Rosana Martinelli (PR).

Nesse intervalo de pouco mais de um ano, a empresa que havia vencido a licitação entrou em recuperação judicial. O município também não encontrou uma fórmula de retomar a obra. “Nós entramos com um processo no Ministério dos Esportes pedindo a dilatação do prazo do convênio, apontando também a necessidade de rever os valores, que são insuficientes para concluir a obra dentro do projeto exigido pelo Ministério. Até o momento não tivemos uma resposta”, declarou Rosana.

Ouça nosso Podcast

#66: Polêmicas das Páginas de Humor do Facebook.

Link da Playlist: EDIÇÕES PASSADAS.

Segundo a prefeita, caso o governo federal não sinalize a liberação de mais recursos para concluir a estrutura, o município irá tentar fazer um centro esportivo “mais simples”. “Nós vamos pedir para não precisar devolver os recursos aplicados em troca de concluirmos a construção com recursos próprios. Mas não será no padrão que o projeto previa. Será algo mais simples, mais prático”, antecipou a prefeita.

A gestora espera desenrolar esse assunto junto ao governo federal ainda no primeiro semestre desse ano.

Veja as imagens AQUI

Fonte: GC Notícias

kauzz

kauzz

Podcaster, bloqueiro, vlogueiro, youtuber. memezeiro, social média e fundador do site Macaco Urbano. Interessado em curiosidades, sobrenatural, política e teres na madrugada ao lado da morena.