17 crushes de toda sapatão adolescente nos anos 90 e 2000

0Shares

#61: WikiLeaks e seus terríveis segredos
Ouça nosso podcast antes de ler essa matéria!!

A gente nem sabia se elas eram héteros, bissexuais ou lésbicas, mas nosso amor platônico chegou a todas!

1. Durona, aventureira, toda trabalhada nas lutas e no carão: Angelina Jolie.

O coração sapatão sempre vibrava ao assistir a Lara Croft em “Tomb Raider”. Durona, aventureira, toda trabalhada nas lutas e carão, definitivamente a esposa perfeita que imaginávamos quando éramos xóvens demais. E eu só pergunto: qual jovem sapatão nunca biscoitou Angie, han?

2. Tenho certeza que você nunca se esqueceu da P!nk no parque de diversões.

Aí, esse cabelo metade loiro, metade rosa, esse ar de sofrência, aquela letra triste… ah, P!nk, detalhes tão pequenos de nós duas!

3. Como o nosso gosto pela MPB subiu depois que conhecemos a Ana Carolina, né?

Uma voz imponente, todo um mistério sobre a sexualidade dela na época, a gente botava as pulgas atrás da orelha e amava essa mulher cantando É ISSO AÍIIII…

4. Nossa VJ favorita? PENÉLOPE NOVA, CLARO!

Nossa VJ favorita? Pê. A mais engraçada? Pê. A mais inteligente? Pê. A mais divertida? Pê. A mais descolada? Pê. O programa mais legal? “Ponto P”. A mais atraente? Pê. A dona da minha vida de adolescente? A PÊ!!

5. Whitney Houston, eita voz que tremia a veia direita do meu coração!

Uma mulher dessas, né amores, impecável, sempre lindíssima com seus skin care em dia, um olhar matador. Eu não consigo achar sequer um defeito em Whitney!

6. Alinne Moraes em “Mulheres Apaixonadas”.

Clara e Rafaella, que saudades! “Mulheres Apaixonadas” foi uma das primeiras novelas com casal sapatão. Lembram da trilha que acompanhava as duas e deixava tudo mais apaixonante? “COMO QUISIERAAAAAA”. Com destaque pra Alinne Moraes que ganhava nosso coração com aquele jeitinho meigo e cuidadoso.

7. Alanis Morissette nunca nos notou, mas a gente sempre esteve ali.

A gente acompanhou cada passo, cada mudança de cabelo. Eu escutava o acústico dela fingindo que todas as músicas eram dedicadas ao nosso romance platônico s2.

8. Ciara, eita mulher que dançava e abalava nossas estruturas!

Uma sensualidade, cada clipe era um tiro no nosso peito. E quando ela botava aquelas calças de hip hop e nos metralhava com remelexos? Um beijo, Ciara!

9. Ah, vai me dizer que você passou ilesa pelo jeitinho baiano da Pitty nos anos 2000?

Era todo um sotaque bom, uma marra sem igual, aqueles olhos cheios de lápis preto e várias palas revolucionárias. A gente se imaginava sendo ~amiga~ pessoal dela, lembra?

10. Amy Lee com certeza teve o amor platônico de um brejo infinito!

Um anjo de voz lírica, toda gótica-suave, cantando rock, andando com os roqueiros, gritando nas músicas, toda ‘goticazinha’. Foi Amy Lee a responsável por me fazer um adolescente gótica-suave.

11. Lucy Lawless, nossa amada Xena – A princesa guerreira.

Toda guerreira ela, e ainda protegia a Gabrielle – aliás, eu já shipava muito esse calsazão e era apaixonadinha por esse mulherão que era a Lucy Lawless. Mas vale lembrar que o negócio não era só a atriz, era a personagem fodona!

12. Boyband nada, a gente amava as girlbands. Inclusive Mel B e Mel C um bej, tá?

Um grupo todo, mas só essas duas fisgavam nossa atenção: Mel B e Mel C. Era cada ‘ropinha’ autêntica, coreôs únicas, as partes da música que elas cantavam a gente até levantava pra dar mais moral, porque né.

13. Avril Lavigne dropava de skate nos nossos sonhos!

Imagina você bem sapa de início de carreira e daí BUUUMMM, surge uma menina que anda de skate, usa calças largas, roupas pretas, canta uns rockzinhos largados, toda trevosinha. Mesmo Avril sendo hétero, a gente acabou se apaixonando, sim.

14. Cássia Eller: além de crush, uma inspiração!

Cássia não poderia faltar nessa lista. A mais disruptiva, a mais pé na porta, talentosíssima, um ícone que além de tudo era sapatão declarada. Certeza que, além de crush, Cássia inspirou muitas sapinhas.

15. Shakira, a latina mais shipada.

Uma serpente rebolativa em forma de mulher! Quando Shakira chegou ninguém nunca havia nos hipnotizado apenas com a cintura, ok? Foi aí que nasceu o amor.

16. E a Liv Tyler e a Alicia Silverstone nos clipes românticos do Aerosmith?

Dois cristais aventureiros, rebeldes e embaladas pelas músicas mais lindas do Aerosmith. Esse era o combo mais certeiro para a sapatão dos anos 90 se apaixonar.

17. E para terminar, três letras resumem: TLC.

Eita triozão! Cada performance delas nos dividia em três de tanto tiro que nosso coração recebia.

Fonte: Buzzfeed

0Shares

Avatar

Podcaster, bloqueiro, vlogueiro, youtuber. memezeiro, social média e fundador do site Macaco Urbano. Interessado em curiosidades, sobrenatural, política e teres na madrugada ao lado da morena.