SINOP-MT: Rebelião em presídio ferrugem deixa mortos e decapitados

Presos fizeram barricada contra agentes e estão armados, segundo sindicato. Penitenciária Ferrugem, em Sinop, abriga mais de 700 presos.

A rebelião teve início, nesta manhã de terça-feira ferida 11/ 04, ate o fechamento desta reportagem já tinham sido confirmados mais de quatros mortos e vários baleados. Segundo fonte, dos quatro mortos dois foi os próprios preso que mataram e os outros morreram em troca de tiros com a policias.

Segundo informação tem dois corpos decapitados.

O comandante regional da Polícia Militar, tenente coronel Valter Razera, confirmou o envio de homens para auxiliar no controle da rebelião. Razera explicou que o presídio possui agentes penitenciários especializados para controle de tal ocorrência, porém, foi solicitado reforço. Uma equipe da Força Tática chegou ao local.

Os presos já ocuparam os quatro raios da penitenciária.

Uma equipe veio de avião de Cuiabá para Sinop na manhã desta terça-feira para verificar a situação na penitenciária.

O Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso (Sindspen-MT) informou que presos são mantidos reféns por outros detentos.

Segundo informação de que houve confronto, mas que [a situação] teria sido contida e [os agentes] tentam negociar com os presos.

A rebelião teve início durante a entrada dos agentes nas celas. “Quando os agentes entraram de manhã, os presos usaram outros presos como ‘barricadas’ [contra os agentes]. Os reféns que estão lá são outros presos. Eles [os presos] têm algumas armas lá dentro, são duas pistolas. Não se sabe como elas chegaram até eles”, comentou Pereira.

O Sindspen-MT informou às 10h40 [horário de Mato Grosso] que quatro presos que se feriram na rebelião foram retirados da penitenciária para atendimento médico.

O secretário da Sejudh, Airton Siqueira, se deslocou de Cuiabá para Sinop e esta acompanhando acompanhar as ações no presídio.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jorge Luiz de Magalhães, e a cúpula da segurança pública também estão no local. Toda a área no entorno da unidade prisional está isolada.

Um comitê de crise foi instalado na Secretaria de Segurança Pública (Sesp), em Cuiabá, com a participação de representantes da Sejudh, Polícia Civil e Polícia Militar para acompanhar o caso.

A Polícia Civil informou ter enviado ao local policiais do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) e da 1ª Delegacia de Sinop.

Fonte: Sinop em Foco

Veja nossas camisetas iradas na Loja do Macaco

Penso logo não consigo dormir

Ouça nosso podcast

Macaco Urbano#20: Amizade, Humor e Prazer

Kauzz on EmailKauzz on FacebookKauzz on GoogleKauzz on InstagramKauzz on LinkedinKauzz on PinterestKauzz on TumblrKauzz on TwitterKauzz on Youtube
Kauzz
Carlos "Kauzz" Gouveia é professor, biólogo, podcaster, blogueiro, escritor, símio, ama a natureza e caminhar ao ar livre. Mestre e narrador de RPG de mesa e fã de ficção científica.